domingo, 12 de agosto de 2012

Ballet Infantil - quais os benefícios que um trabalho direcionado pode oferecer a seus filhos




O balé é conhecido no mundo todo como "a base de todas as danças". Difícil negar que esta seja uma verdade. Tendo começado a se desenvolver no século XV, e ganhado força ao longo de todos esses anos, teve grandes estudiosos do movimento e grandes bailarinos como co-autores de sua história. Uma técnica que prepara o corpo e o artista, é praticado não só por seus bailarinos clássicos, mas também por bailarinos contemporâneos, de danças urbanas, danças de salão, ginastas, acrobatas, atores e até por lutadores.
Para as crianças, a aula de balé, quando conduzida por profissional qualificado, vai muito além da técnica e da expressividade. Eis alguns aspectos que vamos trabalhar:

 
  • Desenvolvendo a sociabilidade: com atividades direcionadas possibilitamos a identificação e a predisposição de cada indivíduo a se relacionar com o grupo.
  • Encorajando a disciplina física e o controle e o conhecimento de seu corpo: o trabalho técnico e repetitivo semanal condiciona o corpo e ensina aos pequenos desde cedo uma rotina de trabalho corporal. A criança vai percebendo que já é capaz de controlar melhor seu corpo, seu equilíbrio, suas dinâmicas de movimento.
  • Inspirando um senso de confiança física e mental: com a apresentação em palco a criança aprende a lidar com o público, entendendo que deve estar concentrada, preparada, confiante.
  • Encorajando uma boa postura e habilidade corporal específicos da técnica do ballet clásssico. Para isso utilizamos imagens e materiais lúdicos que facilitam a assimilação.
  • Entendendo a relação entre música, ritmo e movimento controlado. A dança está intimamente ligada à música. Todos os passos, exercícios e atividades são realizados com músicas cuidadosamente selecionadas. Diferentes formas de compasso são apresentadas junto com diferentes passos de ballet. Utilizamos palmas e percussão corporal.
  • Ensinando-lhes o gosto pelas artes cênicas; formando público de dança, apreciador e crítico. Daremos preparação para que, eventualmente, se alguma dessas crianças quiser seguir carreira ela tenha uma boa base.







8 comentários:

  1. é verdade, lindo seu blog , beijinho beijão. VISITA O MEU? bjo >*

    ResponderExcluir
  2. Puxa tô procurando um blog de ballet atual e só encontrei esse, parabéns a vc Renata que não desiste de publicar matérias como os outros blogs.

    Eu passei por aqui para dizer que estou procurando amigas que queiram se corresponder comigo para falar de dança, ballet, e outras coisas, pois é sempre bom a gente ter amigos que gostam das mesmas coisas, eu sou professora de ballet, tenho 30 alunas apenas, e sinto falta de conversar com alguém sobre ballet e dança, acho q as pessoas me acham metida por causa do ballet, se vc quiser me escreva, podemos descobrir coisas lindas juntas.

    d.paulafamily@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vívian! Obrigada pelo carinho! Quando quiser é só postar um comentário e assim vamos trocando informações! Bjus

      Excluir
  3. 1, Quando é que você sabe que sua aluna está pronta para ponta?

    2, Quais são as coisas que você precisa ter para subir nas pontas?

    3, Qual é o seu metodo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida!
      Bom, vamos por partes:
      1- Varia em cada caso, e às vezes posso errar. Nunca antes dos 11 anos e nunca antes de 3 anos consecutivos de ballet.
      2- Ter no mínimo 11 anos de idade e junto com isso, no mínimo 3 anos de ballet. Ter força e colo de pé desenvolvidos o suficiente para aguentar o trabalho nas pontas.
      3- dou aulas livres do método Vaganova e um pouco de Royal.

      Excluir
    2. Muito obrigada, e tambem outra pergunta, queria saber uns exercicios para desenvolver o colo do pé, para acelerar o uso da ponta

      Excluir
    3. Veja na minha primeira postagem deste blog, querida, tem 10 exercícios lá!
      http://oblogdoballet.blogspot.com.br/2009/10/10-primeiros-exercicios-para-fazer-em.html

      Excluir